quinta-feira, 24 de abril de 2008

Amigos do Alheio

Aqui em casa temos uma brincadeira que quando certas coisas acontecem, costumamos dizer que "são os sinais" que o universo nos manda para confirmar que estamos no caminho certo.

"The Secret" à parte, eu estava pensando como, por quanto e para quem venderia meu carro (quando chegasse a hora), mas nesta semana ele foi furtado, em um pleno dia de sol no Jardim Europa, próximo à Gabriel Monteiro da Silva.

E agora? O pedido dos exames médicos AINDA não chegou, isso significa alguns meses ainda pela frente. Não é bem a hora de comprar um outro carro, seria prejuízo na certa.

Então assim que sair a indenização, o Celta vai virar cheques de viagem, assim já eliminamos mais uma coisa na lista de "familia vende tudo" (a lista completa será publicada em breve).

Gustavo

domingo, 13 de abril de 2008

Off immigration topic...

Oi Pessoal,

Essa semana assistindo à MTV, descobri a Mallu Guimarães, um fênomeno teen que está chamando a atenção de todos...
A Mallu tem apenas 15 anos e muito talento...eu acredito que musicalmente ela precise de uma "lapidação", mas o potencial é enorme...ela gosta de compor em inglês, tem uma inocência infantil comum nos 15 anos, é graciosa e um toque de bom humor que contagia.

Escutem aqui suas composições.

Ela já foi em vários programas....
Jô Soares - parte 1, parte 2, parte 3 e parte 4.
Altas horas
Entrevista Rolling Stone
Passe Livre

E aí, o que vocês acharam?? Gostaram??

Eu adorei! Sucesso Mallu! Aguardo o lançamento :)

terça-feira, 1 de abril de 2008

To be or not to be, eis a questão....

Oi Pessoal,

Nossa, desde segunda está a maior discussão no grupo do yahoo sobre se vale a pena emigrar pro Canadá...

Isso acontece pq tem algumas pessoas que já estão lá e relatam que a experiência não é nada fácil, que tem que ralar muuuuito pra ganhar um salário que consiga pagar as contas, qualquer luxo então, nem pensar... que muita gente vai como sendo a "terra prometida" e acaba gerando muitas expectativas de que lá vai ficar rico....que pesquisas mostram que 50% dos imigrantes trabalham em "survival jobs" e não na área de formação e com um salário desses mal dá pra pagar aluguel....

Uma discussão que se deixar, vai longe....

São pontos de vista diferentes, experiências diferentes, criações e valores diferentes...muitas pessoas que já estão lá relatam positivamente, que conseguiram trabalho na área em apenas poucas semanas, que vivem bem, tranquilamente, sem medo da violência, com conforto e qualidade de vida....que fizeram a escolha certa, que vão proporcionar um futuro melhor, com menos violência para seus filhos....

Claro que não é o mundo perfeito...mas quem disse que mundo perfeito existe?

Um dos problemas é o sistema de saúde que gera controvérsias...já li casos de longas esperas no atendimento e dificuldade pra achar o family doctor (pra quem não sabe, o sistema de saúde no Canadá é universal, público, e não existe convênio como aqui ou nos EUA...a empresa pode até dar benefícios aos seus empregados, mas são apenas extras no próprio sistema de saúde público, como direito a internação em quarto individual (quem não tem esse benefício fica em quarto duplo)...cobrir parte das despesas odontológicas, que é privada, ou ainda parte dos custos com remédios de uso contínuo).

E todo residente tem que ter um "family doctor"....sempre a primeira consulta é com ele, e se houver necessidade ele te encaminha para um especialista...tem gente que acha o sistema muito bom, levando-se em conta que é do governo....não importa quanto $$ vc tem, todos são tratados igualmente....casos urgentes são atendidos primeiro....ponto....e não existe o jeitinho brasileiro, de pagar um por fora e receber tratamento especial, prioritário....

Além disso, a falta de vagas nas escolas públicas, com filas de espera de até 2 (!!) anos é outro problema....a recomendação é, engravidou, já coloca seu nome na lista....mas é claro que depende da cidade e região que você mora...e pelo que entendi, esse problema é mais grave no "kindergarten", que é para crianças de 5 a 6 anos (me corrijam se eu estiver errada pessoal).

Penso assim...cada um é cada um e o que pode ser bom pra um, pode não ser pra outro...e talvez a minha busca não seja a mesma que a sua...fica difícil eu te falar se você deve ou não ir, isso é bem pessoal, depende tb da sua fase de vida...se você estiver em dúvida, não vá! Fique aqui, pq esse tipo de mudança requer muito planejamento (além do processo ser longo) e vontade de mudar...recomeçar...e tem gente que não dá pra isso...simples...e ninguém é melhor ou pior por isso, só diferente!

Eu não estou indo pq aqui está uma mer#@&**...estou indo pq quero uma vida diferente...eu amo o Brasil e apesar de São Paulo estar um caos no trânsito e a violência só aumentar, eu adoro essa cidade....aliás, o marido foi assaltado semana passada, parado no farol...um cara de cada lado...levaram o que ele tinha na carteira, R$ 50,00...pouco né? mas e o stress que ele passou? Chegou em casa ainda tremendo...e branco....

Eu quero vivenciar outras culturas, outras situações....curtir a neve (até quando eu vou curtir numa boa, já não sei! hehe) poder andar na rua sem medo tarde da noite...andar por escolha própria de ônibus e metrô decentemente...ver como é ter sol até 22hs durante o verão....não esperar meses pra ver um lançamento no cinema...viver a experiência de trabalhar fora do Brasil, com pessoas de várias partes do mundo, quer isso seja bom ou ruim....melhorar o inglês e talvez ainda aprender mais um idioma, o francês...poder comprar equipamentos eletrônicos bem mais em conta (hehehe)...e quem sabe um dia ter uma casa sem portões, com gramado pra cuidar e bastante espaço pra Juju brincar....

Tudo isso são vontades e sonhos, alguns fáceis de realizar, outros nem tanto...alguns bobos para algumas pessoas, outros os sonhos de muitos também...mas não importa...o que importa é que são meus e que vou lá tentar! (eu estou escrevendo como sendo o "meu sonho, minhas vontades" mas o marido, que é meu amor e companheiro, está firme e forte comigo nessa...a gente divide essas vontades e sonhos...e juntos vamos correr atrás....senão, como seria se cada um quisesse seguir um rumo?? e não falo tudo 100% como "nós" pq como já disse cada um é cada um e ele pode discordar de algumas coisas, certo?)

Vou procurar um emprego na minha área, mas não descarto a possibilidade de ter um "survival job" como dizem na lista....pra mim, é um trabalho como outro, com a diferença que não dá status e não se ganha tão bem...mas se me der o que eu preciso pra aquele momento, e daí?? Acredito que nessa mudança vou dar dois passos pra trás pra depois dar quatro pra frente! Vou correr atrás disso...e se um dia a gente cansar de lá e resolver voltar? Ok, sem problema....pode ser que as vontades e sonhos tenham mudado...

Nessa vida só temos certeza de uma coisa, que um dia não estaremos mais nesse mundo....o resto, a gente vai vivendo da maneira que a gente acha certo...do jeito que te faz feliz...e desistir de lutar pelo que se quer, jamais!!

Ufa, esse ficou grande, né? :)

Aniversários.... 2 Anos de Canadá

Há dois anos atrás estavamos no limbo, hospedados na casa da irmã da Re em Houston por alguns dias a caminho de Toronto. Então pelo men...