quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Updates....

Oi Pessoal, tudo jóia?

Nossa, resolvemos/fizemos tantas coisas esses dias....segue um update:

- Mudamos para o apto novo...quero dizer, novo mas que precisava de uma boa faxina...passamos a segunda inteira limpando a casa e lavando roupa (tem máquina de lavar e secar dentro do apto :-)))

- Fizemos a prova de inglês no YMCA para ver qual curso (aquele do governo que não pagamos...o tal LINC) e que nível eles recomendam...o Gus não precisa fazer pois o inglês dele está ótimo...a consultora disse que ele ficaria bored com qq curso..legal né? Fiquei super orgulhosa....eu caí no nível 7 (o máximo é 8) então vou começar numa escola perto de casa (pelo que a consultora falou posso até ir andando) na terça 02/09 depois do feriado aqui (labour day)

- Pegamos mil informações sobre outros cursos e ajudas do governo...é tanta informação e papel que saímos do YMCA meio zonzos...vamos analisar com calma qual fazer (JobStart, COSTI, CO-OP....) alguns dependem da sua área de atuação, outros do seu objetivo...gente, uma dica aos futuros imigrantes...eu pesquisei bastante aí no Brasil e vi muita coisa nos blogs...mas na minha cabeça a confusão era geral...fiquem tranquilos, chegando aqui o YMCA te explica o que é cada um deles e como começar....

- Me inscrevi para trabalhos voluntários no YMCA para assistente de eventos especiais (a maioria eventos infantis)...vamos ver se vão me chamar e como vai ser. Além de ajudar, vc conhece gente, faz contatos, usa o inglês e ainda pode colocar no CV como experiência....e é super bem visto por aqui.

- Visitamos o Paulo e a Luz...são super gente boa e nos deram dicas valiosas! (Como a Dani me lembrou, não conhecemos o Paulo e a Luz aqui no Canada...já tínhamos nos escontrado em Campinas...Dani, claro que lembro de vc! hahaha)

- Conhecemos a Jeanne e o Pedro...muito legais e nos mostraram finalmente a passagem subterrânea do nosso prédio novo para o metrô!

- Compramos nossos celulares e uma linha local com número de SP! Viva a modernidade!

- Compramos TV a cabo (básica mesmo) e internet com wireless para a casa nova. Vão instalar no dia 02/09...

- Enquanto isso usamos a internet wireless da biblioteca pública que fica a 2 quadras de casa...fácil, rápido e de graça! Para fazer a carteirinha mostramos o passaporte e um comprovante de endereço...e ainda podemos alugar livros e filmes de graça.

- Assistimos ao Cirque du Soleil (Saltimbanco) no The Air Canada Centre...ok, agora é hora de economizar mas não resistimos....muuuuuito legal...esses caras não são normais! lindo e impressionante!

- Conhecemos finalmente a Dollarama! aff gente, tem de tudo...claro que tudo de 1 dólar, mas tá valendo....

- Conhecemos o Kensington Market...nada contra quem gosta, mas somos mais Eaton Centre! rsrsrs

- Fomos ver o festival de Taiwan que estava acontecendo no Harbourfont Centre...legal, com apresentações, muitas barracas de comidas típicas e muuuitos imigrantes...orientais é claro!

Vejam umas fotos aqui ;-)

Por enquanto é só...a semana nem acabou e ainda promete muita coisa! depois conto mais!

até...

domingo, 24 de agosto de 2008

Pizza na praça?

Essa eu tinha que contar.

Ontem fomos jogar Bocha numa praça pública de um bairro residencial. (an unusual Canadian saturday afternoon, btw).

Lá pelas tantas o Theo resolve pedir uma pizza, pelo celular, para ser entregue na praça.

E não é que eles entregam?!?!?



quarta-feira, 20 de agosto de 2008

ZIP Canadá: Em breve um novo CEP

Nestes míseros dois dias em que estamos aqui a gente quase não parou:

- Solicitamos o PR Card (no momento do desembarque em Toronto);
- Tiramos um SIN (Social Insurance Number) - o equivalente ao CPF brasileiro e é essencial para o registro de emprego;
- Conhecemos finalmente a Masha (e o Theo e o Borja);
- Minha mochila nova tomou um banho de piña colada (e só para ficar mais engraçado o ziper estava aberto e a bebida caiu DENTRO da mochila);
- Andamos, andamos, andamos e andamos pelas ruas de Toronto procurando conhecer os bairros;
- Comemos provavelmente o pior Falafel de nossas vidas no dia da chegada, o que nos custou algum desconforto intestinal até hoje de tarde (o cara que me atendeu mal conseguia fazer a conta para dar o troco); - HELLOOOOO!! O imigrante aqui sou eu!!!
- Almoçamos num restaurante brasileiro, onde pagamos caro por uma comida que estamos cansados de saber como é (arroz, feijão, bife, batata e ovos fritos) e fomos servidos sem a menor simpatia. Mas pelo menos a comida estava bem feita e apaziguou nossa barriga maltratada pelo Falafel de anteontem;
- Descolamos nossa moradia para os próximos dois meses (Yonge x Sheppard), um apartamento mobiliado de 1 dormitório em um condomínio super hiper ultra bacana, com acesso ao subway, descolado por intermédio da Komal, uma indiana ex-radicada na África que mora no Canadá há dez anos e é namorada do amigo do marido de uma amiga da minha amiga Kika Pagnot (isso que é ser gente que conhece gente!)
- Descobri que a sopa Campbell's de BRODO só tem o brodo dentro (e nada mais), ou seja, só o caldo.

Para amanhã: finalmente passeios de turista, CN Tower, Eaton Centre (providenciar os celulares), e no final do dia visitar Paulo e Luz em Etobicoke (onde tudo vai acabar em pizza - eba!)

Abaixo o nosso novo apartamento:


terça-feira, 19 de agosto de 2008

Enfim Canadá

Agora sim é para valer!!!

Saímos de SP em 08/08/08 com destino a Houston e depois de uns bons dias cozinhando a 36-37 graus (Celsius), chegamos em Toronto. A passagem pela imigração foi tranquila, fomos mais bem recebidos aqui como imigrantes do que como turistas nos EUA... (um certo exagero talvez, mas apesar dos agentes de imigração canadense estarem todos com coletes à prova de balas, fomos tratados com extrema eduação e boa-vontade).

Saindo do aerporto cogitamos alugar um carro, pois as 8 malas (6 grandes + 2 de mão + 2 mochilas) deram algum trabalho para caber no carro em Houston. (em SP pegamos uma carona na Hilux dos meus tios). Mas como sairia muito mais caro, decidimos ir de taxi para o Hotel. Fomos abordados na saída por um cara que dizia ser motorista de táxi e mostrou rapidamente uma credencial plastificada. Disse que ia cobrar 75 dólares para levar toda a bagagem no carro dele...

Não sei como nem porquê acabamos aceitando e ele nos levou para o andar de cima do aeroporto, pediu para esperarmos e foi buscar o carro. Quando chegou, disse pra Re não dar bola para uma fiscal porque "ele estava devendo a ela 10 dólares..."

Muito estranho.

A tal fiscal nos abordou e avisou que o cara não era motorista credenciado e ela poderia chamar uma van para nós. Aceitamos, tiramos todas as malas do carro, sob os protestos do cara, que se mandou logo depois. A van chegou (com um motorista indiano de turbante que mal falava inglês). Conclusão: a tarifa para nos levar de van até Isabella St era de 58 dólares (+tip).

Chegamos rápido, sãos e salvos no Hotel (e não é que achamos no chão do quarto uma moeda de 50 centavos de Real?).

Mas ainda sobre a bagagem: ao comprar as passagens pelo site da Continental Airlines, liguei para o atendimento no Brasil expliquei que estávamos imigrando e perguntei se haveria algum prejuízo com a parada em Houston por 10 dias. Me garantiram que não mudaria nada. Só que lá no embarque em Guarulhos o atendente do check-in me avisou que por causa desta parada, a política de bagagens mudaria para "domestic", ou seja: franquia de UMA mala de 23kg por pessoa.....

Em Houston liguei para a Continental para me certificar se valia essa informação. Me garantiram que não haveria problema, pois o ticket tinha sido comprado dentro da mesma reserva como passagem internacional. Forneci meu código de reserva para atualização desta informação e fiquei tranquilo.

Até chegar no embarque em Houston.... De cara o funcionário me avisou que de maneira alguma nós poderíamos levar toda aquela bagagem, já que estávamos indo para Toronto num jatinho da Embraer com capacidade para 50 passageiros...

Depois de muita conversa ele nos passou para uma outra funcionária que ficou feliz em saber que falávamos português (pois além do espanhol ela havia acabado de comprar um livro para estudar a língua). Conclusão: pagamos mais USD 400 (alem dos USD 200 de SP).

Doeu bastante no bolso, ainda mais por ter sido uma despesa inesperada.

Agora o plano é achar um apartamento para alugar ainda esta semana.

Até breve,

Gus

domingo, 10 de agosto de 2008

Perdas e ganhos...

Oi pessoal,

Quem me conhece mais intimamente sabe das perdas que já tive em minha vida....perdas essas de pessoas muito queridas, que jamais serão repostas...

Aprendi a lidar com essas perdas e vivo bem apesar da saudade....claro que as vezes fico imaginando como seria minha vida se essas pessoas queridas estivessem por aqui....

Sabe, decidi não ficar me lamentando e vivendo em função disso....pelo contrário, decidi levar minha normalmente pq essas perdas são muito difíceis sim, mas sabemos que uma hora ou outra, isso vai fatalmente acontecer....

Por outro lado, ganhei ao longo da minha vida muitas outras coisas também....algumas amizades de pessoas super especiais, que trazem pra minha vida muita alegria, companherismo, diversão, apoio....

E esse post é para essas minhas amigas, mais que especiais, que apesar de não terem nascido na mesma família que a minha, é como se fossem....são mais que irmãs...

Fofs, vocês vão fazer muita falta....aquela falta do dia-a-dia...nosso contato vai ser mais virtual, mas não menos carinhoso.

Obrigada por todo apoio, carinho, ajuda, conselhos....amo vcs!

Forte abraço

PS: o que aconteceu no aeroporto me deixou arrasada....devia ter ficado mais 5 minutinhos lá! Sorry fofs...o chororo foi geral! hahaha

Houston, We have a problem!!!!

Foi uma semana puxadíssima, com muita coisa pra resolver de última hora, bagagens para fechar e despedidas sem fim...

Então eu gostaria de deixar aqui meus agradecimentos por todo o carinho e apoio que recebemos nestes dias. Sozinhos nada disso seria possível.

Mas agora estamos (excelentemente) instalados na casa da irmã da Rê em Houston, descansando um pouco antes de ir definitivamente para o Canadá.

Na hora do embarque, uma surpresa desagradável, o funcionário da Continental que fez o Check-in da nossa bagagem nos avisou que, por causa da nossa parada em Houston, o trecho Houston-Toronto passa a ser considerado "doméstico"e portanto, com outra franquia de bagagem.

Conclusão: Saímos do Brasil com malas de 32kg, pagando USD100 por cada mala extra (foram 2), um total aproximado de 170-180kg de bagagem. No embarque em Houston, as malas não poderão passar de 23kg cada, e o preço por mala extra continua sendo o mesmo (USD100).

Amanhão vou ligar na Continental e contestar isso, porque a passagem foi comprada como Internacional, e me garantiram que eu poderia fazer um stop sem prejuizo nenhum....

De qualquer forma, fazer este stop de 10 dias aqui foi a melhor das idéias. Deixamos a ansiedade e a correria para trás e poderemos esfriar a cabeça e chegar em Toronto descansados!

Abraços a todos, tomando Iced Tea na piscina com 36 graus à sombra....

Gus

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Dicas Importantes

Com o pé quase lá, gostaria de agradecer a presença de todos os amigos e parentes no nosso bota-fora. O Canuck's acabou sendo o lugar ideal, pois além de ser "temático", o andar de cima ficou praticamente exclusivo para os nossos convidados. Foram 9 horas de despedida e os beijos, abraços, votos de apoio e mensagens de despedida ficarão marcados na nossa memória com muito carinho.

Então no meio dessa correria toda eu queria deixar algumas dicas importantes para quem está no processo de imigração:

1) Envio de animais:
Recomendo os serviços da Rosana da Sysbrac. Pelo menos por enquanto o atendimento foi excelente, transparente e com informações precisas, e ainda por cima eles oferecem o serviço de coleta do animal no endereço que for mais conveniente. A nossa westie Juju será coletada na quinta-feira (07/ago) e chegará em Houston antes da gente. Abaixo os dados da Rosana:

Rosana Luzzi
SYSBRAC TRANSPORTES
Phone: +55 11 5032-1161
Fax: +55 11 5032-1162
Mobile: + 11 9945-8605
sysbrac@sysbrac.com.br
www.sysbrac.com.br


Update: a Juju chegou sem nenhum problema e foi muito fácil para a minha irmã retirá-la. Parabéns mais um vez à Rosana.

2) Essa aqui é pessoal, mas de qualquer forma:
Comece a empacotar as coisas MUITO antes do que você planejou... Fazer as malas do que vai levar nem é o mais complicado (apesar da Re ter saido correndo hoje para comprar MAIS uma mala.... (já são duas grandes de 32kg, duas de 28kg e agora mais duas sacolas importadas do lago do socorro.... fora as duas de mão)
Aliás, em uma das malas de mão vão praticamente os documentos pessoais, certificados, certidões, IRPF, etc etc.... Na outra vão os equipamentos fotográficos que não consegui vender aqui.
Então a minha recomendação maior é já ir encaixotando as coisas que vão ficar assim que sair o exame médico (considerando que você está com tudo em dia e que o exame não deve dar errado...) E já vá conversando com amigos e parentes para determinar onde ficarão essas caixas, que devem ter na parte de fora uma lista resumida do conteúdo, bem como uma numeração (caixa 01 de 08), por exemplo. Faça uma lista disso para controlar o que ficou pra trás (não confie na memória...)
Assim que der escrevo mais, agora tenho que empacotar mais algumas coisas....

Abraços

Gus

Aniversários.... 2 Anos de Canadá

Há dois anos atrás estavamos no limbo, hospedados na casa da irmã da Re em Houston por alguns dias a caminho de Toronto. Então pelo men...